Posts Recentes:

10 práticas recomendadas de pesquisa paga e planejamento de PPC


Quer você seja novo na mídia paga ou esteja reavaliando seus esforços, é fundamental revisar seu desempenho e as práticas recomendadas para seu programa geral de marketing de PPC, contas e campanhas.

Revisitar seu plano de mídia paga é uma oportunidade para garantir que sua estratégia esteja alinhada com seus objetivos atuais.

A revisão das práticas recomendadas de pagamento por clique também é uma ótima maneira de acompanhar as tendências e melhorar o desempenho com tecnologias de anúncios recém-lançadas.

Ao revisar, você também encontrará novas estratégias e recursos para incorporar ao seu programa de pesquisa paga.

Aqui estão 10 práticas recomendadas de PPC para ajudá-lo a se ajustar e planejar para os próximos meses.

1. Metas

Ao planejar, é uma prática recomendada definir metas para o programa de marketing geral, plataformas de anúncios e no nível da campanha.

A definição de metas primárias e secundárias orienta todo o programa PPC. Por exemplo, sua conversão principal pode ser gerar leads a partir de seus anúncios.

Você também vai querer observar as metas secundárias, como o reconhecimento da marca, que é mais alto no funil de vendas e pode gerar interesse para, em última análise, obter a oportunidade de vendas.

2. Revisão e otimização do orçamento

Alguns anunciantes ficam presos em uma rotina e esquecem de revisar e reavaliar a distribuição de seus orçamentos de mídia paga.

Para melhor utilizar os orçamentos, considere o seguinte:

  • Reconcilie regularmente seus gastos planejados e gastos para cada conta ou campanha. Dependendo do tamanho do orçamento, mensal, trimestral ou semestral funcionará, desde que você consiga atingir os números do orçamento.
  • Determine se há alguma campanha que deva ser eliminada neste momento para liberar orçamento para outras campanhas.
  • Há tráfego adicional disponível para capturar e aumentar os resultados de campanhas bem-sucedidas? As plataformas de anúncios geralmente incluem uma ferramenta que fornece um orçamento diário estimado com cliques e custos. Esta é apenas uma estimativa para mostrar mais potencial de cliques se você estiver interessado.
  • Se outros canais de mídia pagos apresentam desempenho medíocre, faz sentido transferir esses orçamentos para outro?
  • Para a pesquisa paga geral e o orçamento social pago, sua empresa pode investir mais nos resultados positivos da campanha?

3. Considere novas plataformas de anúncios

Se você pode mudar ou aumentar seus orçamentos, por que não testar uma nova plataforma de anúncios? Conhecer seu público e onde ele passa o tempo online ajudará a informar sua decisão ao escolher plataformas de anúncios.

Vá além da sua zona de conforto no Google, Microsoft e Meta Ads.

Aqui estão algumas outras plataformas de publicidade a serem consideradas em testes:

  • LinkedIn: Mais apropriado para segmentação profissional e empresarial. O público do LinkedIn também pode ser alcançado por meio do Microsoft Ads.
  • TikTok: Público mais jovem da Geração Z (16 a 24 anos), vídeo.
  • Pinterest: Produtos, serviços e bens de consumo voltados para o público feminino.
  • Snapchat: Grupo demográfico mais jovem (13 a 35 anos), anúncios em vídeo, instalações de aplicativos, filtros, lentes.

Precisa de informações mais detalhadas e ainda mais ideias? Leia mais sobre as 5 melhores alternativas do Google Ads.

4. Principais tópicos no Google Ads e Microsoft Ads

Recentemente, as tendências nas plataformas de pesquisa e anúncios sociais apresentaram oportunidades para se conectar com clientes potenciais de forma mais precisa, criativa e eficaz.

Não negligencie a segmentação e os tipos de campanha mais recentes que você talvez ainda não tenha experimentado.

  • Vídeo: Incorporar vídeo em suas contas PPC exige algum planejamento para as metas, criativo do anúncio, segmentação e tipos de anúncio. Há muitas oportunidades aqui, pois você pode simplesmente incluir vídeo em anúncios gráficos responsivos ou se aprofundar na segmentação do YouTube.
  • Desempenho máximo: Esse tipo de campanha automatizada é veiculado em todo o inventário de anúncios do Google. O Microsoft Ads lançou recentemente o PMAX para que você possa planejar a consistência dos tipos de campanha em todas as plataformas. Você quer alocar orçamento para campanhas PMax? Saiba mais sobre como o PMax se compara à pesquisa.
  • Automação: Embora a IA não possa substituir a estratégia e a criatividade humanas, ela pode ajudar a gerenciar suas campanhas com mais facilidade. Durante o planejamento, identifique quais elementos você deseja automatizar, como recursos criados automaticamente e/ou como orientar com sucesso a IA nas campanhas Performance Max.

Ao explorar novos recursos, verifique alguns recursos PPC ocultos que você provavelmente não conhece.

5. Revisite palavras-chave

O papel das palavras-chave evoluiu ao longo dos últimos anos, com os tipos de correspondência sendo menos precisos e mais flexíveis para considerar a intenção do pesquisador.

Por exemplo, [exact match] palavras-chave anteriormente corresponderiam literalmente à consulta de pesquisa de palavra-chave exata. Agora, os anúncios podem ser acionados por consultas de pesquisa com o mesmo significado ou intenção.

Um ótimo exercício de planejamento é definir grupos de palavras-chave e avaliar se eles ainda representam com precisão sua marca e produto/serviço.

Revise as consultas de termos de pesquisa que acionam anúncios para descobrir tendências e comportamentos que você talvez não tenha considerado. É possível que isso tenha afetado o desempenho e as conversões ao longo do tempo.

Crítico para sua estratégia:

  • Revise as regras de palavras-chave atuais e determine se isso pode afetar sua conta em termos de variações aproximadas ou mudanças no volume de tráfego.
  • Recapitule como as palavras-chave funcionam em cada plataforma porque as diferenças realmente importam!
  • Revise os relatórios de termos de pesquisa com mais frequência em busca de palavras-chave irrelevantes que possam surgir devido a alterações no tipo de correspondência. Incorpore-os nas alterações do tipo de correspondência ou nas listas de palavras-chave negativas, conforme apropriado.

6. Revisite seu público

Revise os públicos-alvo que você selecionou no passado, especialmente considerando tantos tipos de campanha baseados em intenções.

Recursos automatizados que expandem seu público podem ser úteis, mas fique atento às métricas de desempenho e ao comportamento pós-clique no site.

Lembre-se de que um público é simplesmente uma lista de usuários agrupados por interesses ou comportamento online.

Portanto, existem maneiras ilimitadas de misturar e combinar esses públicos e alvos de acordo com o funil de vendas.

Aqui estão algumas oportunidades para explorar e testar:

  • Segmentação de usuários do LinkedIn: Além do LinkedIn, isso pode ser encontrado exclusivamente no Microsoft Ads.
  • Demografia detalhada: Estado civil, situação parental, casa própria, escolaridade, rendimento familiar.
  • Intenção personalizada e no mercado: Pesquisas e comportamento online sinalizam dicas de compra.
  • Remarketing: Visitantes do site dos anunciantes, interações com anúncios e vídeos/YouTube.

Observação: isso varia de acordo com o tipo de campanha e parece ser atualizado com frequência, portanto, faça disso um ponto de verificação regular no gerenciamento de sua campanha para todas as plataformas.

7. Organize fontes de dados

Provavelmente, você executará campanhas em diferentes plataformas com combinações de pesquisa, display, vídeo, etc.

Olhando para trás, para seus objetivos, quais são os dados importantes e quais plataformas você usará para revisar e relatar? Você consegue obter a maioria dos dados em uma plataforma analítica para comparar e compartilhar?

Milhões de empresas usam o Google Analytics, que é uma boa opção para visualização centralizada do desempenho da publicidade, comportamento do site e conversões.

8. Reavalie como você relata

Você usa o mesmo relatório de desempenho há anos?

É hora de reavaliar suas principais métricas essenciais de PPC e substituir ou adicionar esses dados aos seus relatórios.

Existem dois ótimos recursos para iniciar este exercício:

Seus objetivos ao reavaliar os relatórios são:

  • Ainda estamos usando esses dados? Ainda é relevante?
  • Os dados que estamos visualizando são acionáveis?
  • Que novas métricas devemos considerar adicionar e nas quais ainda não pensamos?
  • Com que frequência precisamos ver esses dados?
  • As partes interessadas que recebem o relatório entendem o que estão vendo (também conhecido como visualização de dados)?

A adição de novos dados deve ser intencional, acionável e útil na tomada de decisões para o plano de marketing. Também é útil decidir que tipo de dados é bom ver em “aprofundamentos”, conforme necessário.

9. Considere o uso de scripts

As plataformas de anúncios atuais têm muitas recomendações de IA e regras automatizadas, e não faltam ferramentas de terceiros que podem ajudar nas otimizações.

Scripts são outro método para anunciantes com contas grandes ou algumas habilidades de script para automatizar a geração de relatórios e tarefas repetitivas em suas contas do Google Ads.

Navegar no mundo dos scripts pode parecer complicado, mas um bom lugar para começar é uma postagem aqui no Search Engine Journal que fornece casos de uso e recursos para começar a usar scripts.

Felizmente, você não precisa de um doutorado. em ciência da computação – há muitos recursos online com scripts gratuitos ou modelados.

10. Busque colaboração

Outra tática de planejamento eficaz é buscar recursos amigáveis ​​e segundas opiniões.

Grande parte da habilidade e da ciência do gerenciamento de PPC é exclusiva do indivíduo ou da agência, portanto, não faltam ideias para compartilhar entre vocês.

Você pode visitar a Paid Search Association, um recurso para gerentes de anúncios pagos em todo o mundo, para fazer novas conexões e encontrar eventos do setor.

Preparando-se para o sucesso na mídia paga

As estratégias devem ser baseadas em objetivos de negócios claros e mensuráveis. Em seguida, você pode avaliar o status atual de suas campanhas com base nesses novos alvos.

Sua estratégia de mídia paga também deve ser construída tendo em vista o desempenho passado e as oportunidades futuras. Olhe para trás e reavalie suas suposições e sistemas existentes enquanto investiga novas plataformas, tópicos, públicos e tecnologias.

Além disso, mantenha-se atualizado com as tendências e continue aprendendo. Confira e-books, especialistas em mídia social e publicações do setor para obter recursos e dicas motivacionais.

Mais recursos:


Imagem em destaque: Vanatchanan/Shutterstock

Últimas

Assine

spot_img

Veja Também

spot_img

O satélite de inspeção de lixo espacial da Astroscale tira uma foto em close de um estágio de foguete descartado

Astroescala O satélite de observação de lixo espacial aproximou-se do estágio superior de um foguete descartado que está flutuando ao redor da Terra...

Snap visualiza seu modelo de imagem em tempo real que pode gerar experiências de AR

Na Augmented World Expo na terça-feira, o Snap apresentou uma versão inicial de seu modelo de difusão de imagens em tempo real no...