Posts Recentes:

Você é mais negro que o ChatGPT? Faça este teste para descobrir

A agência de publicidade criativa McKinney desenvolveu um...

Google anuncia Gemma: IA de código aberto compatível com laptop

O Google lançou um modelo de linguagem grande...

Amazon lançará ‘loja especial’ de moda de valor na Índia

A Amazon está se preparando para fazer outra...

Walmart estreia recursos generativos de pesquisa e reposição de IA na CES


Em uma palestra endereço no Feira de Eletrônicos de Consumo em Las Vegas, o presidente e CEO do Walmart, Doug McMillon, e outros executivos do Walmart ofereceram um vislumbre de como a gigante do varejo estava colocando novas tecnologias, incluindo realidade aumentada (AR), drones, IA generativa e outras tecnologias de inteligência artificial para trabalhar a fim de melhorar o experiência de compra para os clientes.

Na feira, a empresa revelou um punhado de novos produtos, incluindo duas ferramentas baseadas em IA para gerenciar busca e reposição de produtos, bem como uma nova plataforma beta de comércio social AR chamada “Shop with Friends”. Também destacou como estava usando IA em outras áreas de seus negócios, inclusive no Sam's Club e em aplicativos usados ​​por funcionários de lojas.

Mais notavelmente, o Walmart está lançando um novo recurso de pesquisa generativa de IA no iOS que permitirá aos clientes pesquisar produtos por casos de uso, em vez de por produto ou marca. Por exemplo, você pode pedir ao Walmart para retornar resultados de pesquisa de itens necessários para uma “festa de assistir futebol”, em vez de digitar especificamente pesquisas por batatas fritas, asas, bebidas ou uma TV de 90 polegadas. Esses resultados de pesquisa aprimorados abrangerão categorias, rivalizando SGE (Search Generative Experience) do Google, que pode recomendar produtos e mostra vários fatores a serem considerados, juntamente com avaliações, preços, imagens e muito mais.

Créditos da imagem: Wal-Mart

Antes da CES, a empresa tinha demonstrou um assistente de compras de IA isso permitiria aos clientes interagir com um chatbot enquanto faziam compras, para fazer perguntas e também receber sugestões personalizadas de produtos. Na época, o Walmart anunciou que um recurso de pesquisa generativo baseado em IA também estava em desenvolvimento. Ele sugeriu que os clientes poderiam pedir coisas como uma “festa de aniversário com tema de unicórnio” e obter resultados como guardanapos, balões, serpentinas com tema de unicórnio e muito mais. Agora o recurso está sendo lançado em dispositivos móveis, primeiro no iOS.

Outro uso potencialmente promissor da IA ​​envolve o reabastecimento de itens pedidos com frequência.

O Walmart testará inicialmente esse caso de uso com o Walmart InHome Replenishment, que usará IA e sua experiência existente em reabastecimento combinada para criar carrinhos de compras on-line automatizados para clientes com itens que eles encomendam regularmente. Por estar disponível apenas por meio do programa InHome, esses itens são entregues na geladeira do cliente em sua cozinha ou garagem usando o serviço de entrega InHome com fechadura inteligente, mas não será um serviço de assinatura.

A empresa também observou que os clientes poderão retirar itens de suas cestas, conforme necessário, e o serviço se ajustará às novas necessidades do cliente ao longo do tempo.

Walmart InHome

Créditos da imagem: Wal-Mart

No entanto, se o recurso funcionar bem, não é difícil imaginar como ele poderia ser usado para oferecer reposição também de outros itens domésticos, semelhante ao Subscribe-and-Save da Amazon.

Surpreendentemente, a Amazon ainda não aproveitou a IA para fazer o mesmo (ou seja, para aumentar ou substituir reabastecimento do Dash). No entanto, o varejista on-line tem colocado a IA para funcionar de outras maneiras, inclusive ajudando a conectar os clientes ao produto certo resumindo análises de produtos, destacando atributos principais ou ajudando-os a encontrar roupas que caibam.

shop with friends

Créditos da imagem: Wal-Mart

Outro novo produto do Walmart que estreia na CES é “Shop with Friends”, uma ferramenta de compras AR que permite aos clientes compartilhar roupas virtuais que criam com seus amigos e, em seguida, obter feedback sobre suas descobertas. A ferramenta combina os recursos do Walmart Tecnologia de teste virtual com tecnologia de IA, lançada no ano passado, com características sociais.

Shop with Friends

Créditos da imagem: Wal-Mart

O CEO Doug McMillon referiu-se ao conjunto de novos produtos como algo que chamou de “varejo adaptativo” – isto é, experiências de varejo personalizadas e flexíveis.

“Embora o varejo omnicanal já exista há décadas, este novo tipo de varejo – varejo adaptativo – vai um passo além”, disse Suresh Kumar, diretor global de tecnologia e diretor de desenvolvimento do Walmart Inc., em um comunicado divulgado antes do lançamento. Palestra do CES. “É o varejo que não é apenas comércio eletrônico ou na loja física, mas uma experiência de varejo única e unificada que combina perfeitamente os melhores aspectos de todos os canais. E para o Walmart, o varejo adaptativo está enraizado em um foco claro nas pessoas”, disse ele.

A empresa também abordou outras maneiras de empregar IA.

O Sam's Club do Walmart apresentará uma tecnologia alimentada por IA e visão computacional que ajuda a resolver o problema de esperar na fila para verificação de recebimento ao sair da loja. O piloto, atualmente em execução em 10 localidades, confirmará que os membros pagaram por seus itens sem exigir que um funcionário da loja verifique seus gráficos. Em vez disso, a tecnologia de visão computacional capturará imagens dos carrinhos dos clientes e a IA acelerará o processo de correspondência dos itens do carrinho com as vendas. O Walmart espera levar a tecnologia para seus quase 600 clubes até o final do ano.

Seamless exit computer vision side angle

Créditos da imagem: Wal-Mart

Em outra área, a ferramenta de IA generativa do Walmart para funcionários de lojas, Meu assistente, será expandido para 11 países fora dos EUA em 2024, onde funcionará nos idiomas nativos dos funcionários. A ferramenta já está disponível no Canadá, México, Chile, Costa Rica, El Salvador, Honduras, Guatemala e Nicarágua e está em vias de ser lançada na Índia e na África do Sul. My Assistant ajuda os funcionários a escrever, resumindo documentos grandes e oferecendo “iniciadores de pensamento” para estimular a criatividade, diz o Walmart.

Wing Drone carrying Walmart delivery

Créditos da imagem: Wal-Mart

Sobre a questão da IA, McMillon enfatizou que a empresa não priorizaria a tecnologia sem considerar as potenciais implicações. Em vez disso, o “princípio subjacente do Walmart é que devemos usar a tecnologia para servir as pessoas e não o contrário”, disse ele.

Ainda assim, McMillon admitiu que a IA significará a eliminação de alguns empregos.

“Sem dúvida, algumas tarefas desaparecerão e algumas funções mudarão. E alguns deles deveriam, como aqueles que envolvem levantar pesos ou realizar tarefas repetitivas”, explicou o executivo. “Enquanto isso acontece, estamos projetando novas funções que nossos associados nos dizem serem mais agradáveis ​​e satisfatórias, e que muitas vezes também resultam em salários mais altos. Portanto, estamos investindo para ajudar nossos associados na transição para esse futuro compartilhado”, acrescentou McMillon.

Durante a palestra, McMillon também trouxe CEO da Microsoft, Satya Nadella no palco, depois de anunciar que o Walmart usou grandes modelos de linguagem do Azure OpenAI junto com seus próprios modelos específicos de varejo.

Nadella falou amplamente sobre os avanços possíveis com a IA generativa, inclusive em áreas como codificação, aplicativos de produtividade, como os da própria Microsoft, saúde, educação e muito mais, acrescentando que, com as novas tecnologias, “é preciso estar ciente de que você deseja ser capaz de ampliar a oportunidade com ela… e também estar muito atento às consequências não intencionais desta tecnologia.”

Fora da IA, o Walmart está buscando outras novas tecnologias para entregas mais rápidas.

A empresa anunciou que está expandindo seu serviço de entrega de drones em Dallas-Ft. Vale metrô para 1,8 milhão de domicílios, ou 75% da área metroplex. As entregas, que acontecem em 30 minutos ou menos, são realizadas por Asa e Tirolesa. O Walmart também observa que 75% dos 120.000 itens em um Supercenter Walmart atendem aos requisitos de tamanho e peso para entrega por drone. Até o momento, o Walmart realizou mais de 20.000 entregas de drones em seu teste de dois anos.

Leia mais sobre a CES 2024 no TechCrunch

Últimas

Você é mais negro que o ChatGPT? Faça este teste para descobrir

A agência de publicidade criativa McKinney desenvolveu um...

Google anuncia Gemma: IA de código aberto compatível com laptop

O Google lançou um modelo de linguagem grande...

Amazon lançará ‘loja especial’ de moda de valor na Índia

A Amazon está se preparando para fazer outra...

WhatsApp adiciona suporte de formatação para listas, citações em bloco e código embutido

O WhatsApp disse hoje que está lançando uma...

Assine

spot_img

Veja Também

Você é mais negro que o ChatGPT? Faça este teste para descobrir

A agência de publicidade criativa McKinney desenvolveu um...

Google anuncia Gemma: IA de código aberto compatível com laptop

O Google lançou um modelo de linguagem grande...

Amazon lançará ‘loja especial’ de moda de valor na Índia

A Amazon está se preparando para fazer outra...

WhatsApp adiciona suporte de formatação para listas, citações em bloco e código embutido

O WhatsApp disse hoje que está lançando uma...
spot_img

Você é mais negro que o ChatGPT? Faça este teste para descobrir

A agência de publicidade criativa McKinney desenvolveu um jogo de perguntas chamado “Você é mais negro que ChatGPT?” para esclarecer o preconceito...

Google anuncia Gemma: IA de código aberto compatível com laptop

O Google lançou um modelo de linguagem grande de código aberto baseado na tecnologia usada para criar o Gemini que é poderoso, porém...

Amazon lançará ‘loja especial’ de moda de valor na Índia

A Amazon está se preparando para fazer outra tentativa de entrar no setor de rápido crescimento do comércio eletrônico de moda e estilo...