Posts Recentes:

Threads adiciona um recurso de bookmarking para salvar postagens favoritas

Threads, o aplicativo semelhante ao Twitter do Instagram,...

Um papel provocador para os tecnólogos na inovação de produtos


O design de produtos está em um momento de profunda mudança e redefinição, à medida que tecnologias como inteligência artificial (IA) e computação espacial afetam dramaticamente as experiências de computação. A IA, especialmente, pode ter apenas impactos menores no design da interface, mas terá um impacto significativo no produto holístico ou na experiência do ecossistema. A computação espacial, por outro lado, mudará as interações humano-computador e enfraquecerá a nossa compreensão do que é um computador.

Neste ciclo de inovação, o design de produtos requer uma perspectiva mais ampla de plataformas e interconexões entre tecnologias, criando uma forte necessidade de que tecnólogos e designers estejam juntos no processo.

Para produtos e negócios de sucesso, a inovação é perpétua. Há uma busca incessante para encontrar a próxima novidade que melhore a experiência do usuário, estenda o alcance do produto, aumente a receita ou todos os três simultaneamente. O design do produto torna a inovação menos assustadora e aumenta as chances de sucesso porque é um processo multidisciplinar com estruturas e estruturas para catalisar a inovação. Os tecnólogos têm um papel no processo que vai além da simples validação da tecnologia ou conceito, que é sua responsabilidade habitual. Antes de discutir as formas não tradicionais pelas quais os tecnólogos participam na inovação de produtos, vamos examinar conceitualmente a inovação e o design de produtos.

A palavra inovação tem um significado simples – introduzir algo novo ou um novo método de fazer algo – mas frequentemente a inflacionamos para significar algo mágico, grandioso e que muda o mundo. A inovação pode facilmente ser mundana e direta. A chave para a inovação é ser “novo”. O “novo” pode ser localizado em uma equipe, produto, processo ou unidade de negócios. O “romance” pode ser práticas bem conhecidas e estabelecidas não incorporadas ao seu fluxo de trabalho ou produto. Às vezes, a inovação vem do fechamento de pequenas lacunas e nem sempre é um grande momento eureka.

Em vez de forçar uma tecnologia a um produto, o processo de design flui para as tecnologias. Desta forma, a tecnologia torna-se uma solução natural.

O design do produto é um processo e não uma disciplina ou entrega. É (compreensivelmente) fácil limitar o escopo do design do produto às escolhas de cores, layout do conteúdo e estética. Muitas vezes, o design é minimizado apenas ao ato de tornar as interfaces de usuário bonitas. O design do produto é muito mais profundo e amplo em escopo do que os ativos de design visual. Por exemplo, o design do produto pode dar direção e foco a uma estratégia de negócios, estratégia de experiência do usuário ou explorações tecnológicas.

O processo estabelece um guia para qualquer iniciativa de inovação. O cerne do design de produto é a tomada de decisões com um instinto astuto para tomar as melhores decisões no momento mais oportuno. O design do produto ajuda a reduzir riscos e leva a uma inovação mais eficaz através da tomada de decisões de qualidade.

Um papel progressista para os tecnólogos

Os tecnólogos desempenham um papel estratégico na inovação de produtos e devem trazer uma perspectiva metafísica além de serem meticulosos. Nosso trabalho é comunicar a essência de uma tecnologia e pensar estrategicamente sobre a aplicação de tecnologias em espaços problemáticos. Somos mais construtivos quando traduzimos os aspectos técnicos de “como fazer X fazer Y” para “estes são os tipos de produtos e serviços realizáveis ​​com a tecnologia X”.

Para a maioria dos líderes técnicos e desenvolvedores de software, esta é uma inversão de modo da nossa tradicional interação tática e direta com a tecnologia. A mudança de contexto da construção e operação diária é desafiadora, mas é fundamental para o desenvolvimento de produtos inovadores e bem-sucedidos. Estamos numa posição única para gerar insights estratégicos traduzidos a partir de densas minúcias técnicas que impulsionam casos de negócios e experiências de produtos inovadores.

Uma inovação tecnológica deve resolver um problema empresarial, como melhorar a eficiência operacional, aumentar os fluxos de receitas existentes ou gerar novos. O espaço do problema pode ser voltado para o cliente (por exemplo, como podemos entregar um novo recurso?) ou interno (por exemplo, como podemos tornar um processo mais eficiente?). O problema é a principal preocupação. As tecnologias ou inovações específicas utilizadas para resolver o problema são frequentemente menos críticas. Não podemos perder a perspectiva das necessidades do negócio; caso contrário, as atividades se tornarão muito acadêmicas ou um hobby remunerado.

Uma analogia doméstica comum é pendurar um quadro. O tamanho do furo, o suporte ou as ferramentas usadas para pendurar o quadro são irrelevantes, desde que o quadro esteja na parede e reto. As especificidades do processo e das tecnologias são importantes apenas porque dizem respeito à forma como resolvem o problema, aos custos para o fazer e à experiência geral do utilizador final.

A inovação de produtos é experimental e nem sempre se deve esperar que produza resultados produtivos. Requer uma curva de aprendizagem e paciência, pois os resultados são muitas vezes ambíguos e desconhecidos. A liderança empresarial pode ter dificuldades com esta perspetiva porque é indefinida (em termos de resultados e prazos) e é um desafio traduzir a pura inovação tecnológica em criação de valor. Abre-se uma lacuna entre as equipes de tecnologia e de produto, onde as equipes de tecnologia se esforçam para articular as capacidades e o valor de uma inovação tecnológica, levando a promessas não cumpridas e à percepção de “tecnologia pela tecnologia” ou piadas como “uma solução em busca de um problema”. ”

O atual ciclo de hype em IA serve como um grande exemplo concreto. Para executivos de tecnologia ou de produtos, o desafio é fazer mais do que apenas marcar a caixa da IA ​​– trata-se de como incorporar a IA de forma significativa em um produto. Em vez de forçar uma tecnologia a um produto, o processo de design flui para as tecnologias. Desta forma, a tecnologia torna-se uma solução natural.

Como especialistas em tecnologia ou pilha de tecnologia, podemos comunicar insights abstratos ou contribuir em contextos mais conceituais. Os tecnólogos agregam valor ao processo de design do produto, compartilhando seu conhecimento sobre as características de uma tecnologia. Os designers usam essas informações para moldar e explorar tecnologias no processo de design visual e de interação. Dessa forma, os tecnólogos informam novos modelos de interação, metáforas de interface e canais de produtos. Este envolvimento dá confiança e convicção às promessas do design.

Pense nas tecnologias digitais como materiais como tinta, pedra ou madeira. Para que os artesãos criem com materiais, eles devem compreender a ontologia e a fenomenologia do material. Um artista deve conhecer as diferenças entre tintas a óleo, acrílicas ou aquarela porque cada material possui propriedades diferentes que afetam como e o que pode ser criado. Os tecnólogos devem “encontrar a essência” de uma tecnologia. Desta forma, tornam-se um intermediário entre a natureza abstrata do design e a natureza pedante da tecnologia. Esta perspectiva filosófica é especialmente importante quando um produto está em fase de crescimento ou quando utiliza tecnologias emergentes.

Independentemente de o seu produto estar crescendo ou em um estágio estável ou empregando tecnologias estabelecidas ou emergentes, a integração de tecnólogos na estratégia do produto e no processo de design enriquece o resultado final. Há uma perspectiva tecnológica que vai além das operações e da mecânica do “chão de fábrica” do código, o que provoca inovação. Às vezes, isso leva a momentos de inovação pequenos e impactantes — e às vezes é uma revolução brilhante.

Últimas

Threads adiciona um recurso de bookmarking para salvar postagens favoritas

Threads, o aplicativo semelhante ao Twitter do Instagram,...

Google espera corrigir o problema histórico de diversidade de imagens de Gemini dentro de semanas

O Google está esperançoso de que em breve...

Índia estimula investimento no setor espacial com limites aumentados ao financiamento estrangeiro

A Índia atualizou as regras oficiais do setor...

Assine

spot_img

Veja Também

Threads adiciona um recurso de bookmarking para salvar postagens favoritas

Threads, o aplicativo semelhante ao Twitter do Instagram,...

Google espera corrigir o problema histórico de diversidade de imagens de Gemini dentro de semanas

O Google está esperançoso de que em breve...

Índia estimula investimento no setor espacial com limites aumentados ao financiamento estrangeiro

A Índia atualizou as regras oficiais do setor...

BLKFAM apoiado por Whoopi Goldberg é lançado com mais de 1.000 horas de programação infantil

BLKFAM é um serviço de streaming familiar gratuito,...
spot_img

Perguntas beta do Google Reviews

Agora, ao deixar...

Threads adiciona um recurso de bookmarking para salvar postagens favoritas

Threads, o aplicativo semelhante ao Twitter do Instagram, está se tornando mais parecido com seu concorrente X com os recentes lançamentos de trending...

Google espera corrigir o problema histórico de diversidade de imagens de Gemini dentro de semanas

O Google está esperançoso de que em breve será capaz de ‘retomar’ a capacidade de sua ferramenta multimodal de IA generativa, Gemini, de...