Posts Recentes:

X está lançando um aplicativo de TV para vídeos ‘em breve’

X, empresa anteriormente conhecida como Twitter, está lançando...

Google E-E-A-T: o que é isso?

No mundo digital, a confiança é fundamental. É...

O que é inventário de anúncios e por que é importante?


Temos escrito muito sobre o inventário de anúncios ao longo dos anos neste blog, mas você já pensou por que esse termo publicitário é um dos mais desafiadores para os editores entenderem? Não muito diferente da economia, o gerenciamento de estoques é crucial para as empresas, pois vincula capital e recursos.

Este artigo explicará o que é inventário de anúncios, por que ele é importante e por que não existe um tamanho único quando se trata de estimar o valor do seu inventário.

O que é inventário de anúncios?

O inventário de anúncios é o volume total de espaço publicitário que um editor está disposto a vender. Originalmente, o termo estava associado à mídia impressa, mas agora foi amplamente transferido para espaços de anúncios digitais em diversas plataformas, como sites, aplicativos e vídeos para computadores e dispositivos móveis.

Essencialmente, é o fornecimento de oportunidades publicitárias que um editor oferece em seus canais digitais.

Tradicionalmente, o editor negociava diretamente a compra e venda do inventário de anúncios. No entanto, devido ao aumento da publicidade programática, a maior parte do inventário de anúncios hoje é comprada através deste software automatizado. Na verdade, os gastos com publicidade programática representam 91,1% de todos os gastos com publicidade digital nos EUA

gastos com publicidade programática

Fonte: Inteligência Interna

Por que o inventário de anúncios é importante para os editores?

O inventário de anúncios é vital para os editores porque afeta diretamente a receita publicitária que eles geram. O objetivo de todo editor é vender o espaço limitado que possui em suas propriedades digitais (sites, aplicativos) pelo preço mais alto possível.

Por que o inventário de anúncios é importante para os anunciantes?

Para os anunciantes, a disponibilidade de inventário de anúncios significa que eles podem exibir seus anúncios aos olhos certos. Como cada inventário de anúncios é único, seu valor também é diferente. Quanto mais valioso for o inventário de anúncios, mais competitivo será garantir um espaço nele.

Como calcular o inventário de anúncios?

O cálculo do inventário de anúncios envolve determinar a quantidade de espaço publicitário disponível para vender aos anunciantes durante um período específico. Aqui está uma abordagem simplificada:

  1. Impressões de página: Estime o número total de visualizações de página que seu site ou aplicativo recebe em um determinado período (por exemplo, mensalmente). Isso lhe dá uma ideia de quantas impressões de anúncios são possíveis. Quanto mais impressões de página você tiver, melhor, porque os anúncios dos anunciantes podem ser vistos por mais pessoas.
  2. Taxa de preenchimento: Sua taxa de preenchimento é a porcentagem do inventário de anúncios que é realmente vendido ou preenchido com anúncios. Todo editor deseja que sua taxa de preenchimento seja a mais alta possível, de preferência 100%. Se você conhece sua taxa de preenchimento histórica, pode estimar a quantidade de estoque que provavelmente venderá.
  3. Anúncios por página: Conte o número de espaços de anúncio disponíveis em cada página. Se o seu site tiver vários layouts de página (por exemplo, página inicial, páginas de artigos), calcule isso para cada tipo de layout. Porém, ao escolher quantos anúncios exibir em uma única página, você deve observar a densidade dos anúncios, pois esta é uma medida mais precisa do número ideal de anúncios por página que leva em consideração a experiência do usuário.
  4. Impressões de anúncios: Multiplique o total de visualizações de página pelo número de espaços de anúncio por página para obter o total de impressões de anúncios disponíveis. A fórmula é direta:

Total de impressões de anúncios = visualizações de página × espaços de anúncio por página

A diferença entre impressões de página e impressões de anúncios é explicada na imagem abaixo.

impressões de página versus impressões de anúncios

Fonte: O guia de publicidade online

BLOG SIGN UP BUTTON DESIGNS

No entanto, usar fórmulas simples para calcular seu inventário de anúncios sem contexto é tão útil quanto um bule de chocolate. Existem outros fatores importantes a serem considerados, incluindo:

  • Ajuste para estoque não vendido: Se você tiver uma taxa de preenchimento inferior a 100%, ajuste o total de impressões de anúncios de acordo para estimar o inventário vendável.
  • Tempo e sazonalidade: O valor do inventário de anúncios varia muito dependendo da época do ano e dos eventos específicos para os quais os anunciantes preparam suas campanhas. Durante determinados eventos, seu inventário de anúncios também pode ser vendido diretamente por meio de patrocínios ou programático direto, ao passo que em períodos mais tranquilos pode não haver demanda para isso. Portanto, ajustar seus cálculos com base na sazonalidade e nas mudanças nos padrões de tráfego ao longo do tempo é crucial para prever com precisão o inventário disponível.
  • Duração da campanha publicitária: Se você vende anúncios por períodos específicos (por exemplo, uma semana, um mês), calcule quanto inventário você pode alocar para cada campanha com base na duração e no inventário disponível.
  • Localização do espaço publicitário: O posicionamento do anúncio também determina quantas pessoas provavelmente verão o anúncio e interagirão com ele. Quanto mais visível for o anúncio, mais valor ele oferece aos anunciantes. Segundo o Google, a posição mais visível para um anúncio é ATF no lado direito.
posicionamento de anúncio mais visível
  • Valor do público: O inventário de anúncios pode ser categorizado com base no público específico que atinge, permitindo que os anunciantes direcionem seus anúncios de forma mais eficaz. Naturalmente, um inventário de anúncios pode fornecer um público-alvo ideal para um anunciante e não para outro.
  • Valor do inventário de anúncios: Os algoritmos do comprador, facilitados pela otimização do caminho de fornecimento e outras técnicas, detectam novos inventários e muitas vezes oferecem lances menores, pois ainda não há dados sobre o desempenho desse inventário para os anunciantes. Isso também se aplica a editores que anteriormente vendiam inventário por meio de outros canais.

Tipos de inventário de anúncios

Existem dois tipos de inventário de anúncios que você pode escolher, dependendo de suas metas e orçamento:

  1. Inventário de anúncios premium refere-se a espaços publicitários considerados de maior valor em termos de qualidade do público, potencial de engajamento e visibilidade. Esses espaços normalmente estão localizados em espaços altamente visíveis na página, como acima da dobra (ATF). Freqüentemente, esses espaços publicitários serão vendidos diretamente aos anunciantes.
  1. Inventário de anúncios remanescente refere-se a espaços publicitários que não foram vendidos através de canais de vendas primários ou reservados para anunciantes premium. Também é conhecido como estoque não vendido. Esse espaço publicitário costuma ser vendido por um custo mais baixo por meio de redes de anúncios e trocas de anúncios de lances em tempo real (RTB).
inventário de anúncios premium versus remanescente

Fonte: Setupad

  1. Inventário de anúncios de nível intermediário refere-se ao espaço publicitário que fica entre o estoque premium e o remanescente. O inventário de nível intermediário normalmente oferece visibilidade decente e taxas de engajamento a preços mais moderados. Esta categoria pode incluir canais que não estão posicionados de forma tão proeminente como o inventário premium, mas que ainda atraem um público significativo, como banners no artigo em páginas de conteúdo ou em artigos relacionados.

Modelos de preços de inventário de anúncios

Existem três modelos principais que determinam o preço do inventário de anúncios:

  1. Custo por ação (CPA): O preço está vinculado a ações específicas do usuário, como assinatura ou instalação.
  1. Custo por mil (CPM): O preço é definido por mil impressões, independentemente do envolvimento do usuário. O lance de cabeçalho opera neste modelo.
  1. Custo por clique (CPC): O preço depende do número de vezes que um anúncio foi clicado pelos usuários. O modelo de preços padrão no Google AdSense.

Como os editores podem vender inventário de anúncios?

A compra e venda de inventário de anúncios online envolve vários métodos principais:

  • Lance em tempo real (RTB): Um leilão automatizado e em tempo real para espaços publicitários onde o lance mais alto vence. Este método é eficiente e permite o gerenciamento centralizado de campanhas entre diferentes marcas. Também conhecido como Open Exchange.
  • Programático Direto: Um processo de compra individual que pode incluir negociações diretas. Os editores estabelecem preços fixos, eliminando a necessidade de licitação, frequentemente usada por editores premium para oferecer espaço publicitário garantido a preços premium. Em campanhas programáticas diretas, os anunciantes podem negociar com os editores o uso de formatos de anúncio que normalmente não estão disponíveis na programática padrão, como expansíveis, pop-ups, popunders e outros formatos personalizados.
  • Mercado Privado (PMP): Uma versão do RTB somente para convidados, em que um editor convida profissionais de marketing selecionados para fazer lances no inventário. Isso oferece mais controle aos anunciantes sobre o posicionamento dos anúncios e permite que os editores garantam taxas premium.
  • Vendas diretas: Envolve negociação manual direta entre a equipe interna do editor e os anunciantes.
exemplo de anúncio direto

Cada método oferece vantagens distintas e atende às diferentes necessidades dos editores e anunciantes, desde lances automáticos até ofertas diretas exclusivas.

Conclusão

O inventário de anúncios representa um elemento crítico no ecossistema de publicidade digital, tanto para editores quanto para anunciantes. Compreender o inventário de anúncios vai além de simplesmente conhecê-lo como o volume total de espaço publicitário disponível; envolve compreender os meandros de gerenciar, valorizar e otimizar esse espaço.

Para os editores, dominar o gerenciamento de inventário de anúncios significa desbloquear todo o potencial de suas propriedades digitais, garantindo que eles possam gerar receita máxima e, ao mesmo tempo, agregar valor aos anunciantes.

Sobre Alise Zaiceva

alise bio

Alise é gerente de marketing de conteúdo na Setupad. Ela é apaixonada por conteúdo e por ajudar editores a expandir seus negócios por meio de poderosas estratégias de marketing digital. Nas horas vagas, ela amplia seus conhecimentos em tecnologia.

Últimas

X está lançando um aplicativo de TV para vídeos ‘em breve’

X, empresa anteriormente conhecida como Twitter, está lançando...

Google E-E-A-T: o que é isso?

No mundo digital, a confiança é fundamental. É...

Como adaptar seu marketing para a nova era da análise de dados

Não é exagero dizer que o cenário dos...

Assine

spot_img

Veja Também

X está lançando um aplicativo de TV para vídeos ‘em breve’

X, empresa anteriormente conhecida como Twitter, está lançando...

Google E-E-A-T: o que é isso?

No mundo digital, a confiança é fundamental. É...

Como adaptar seu marketing para a nova era da análise de dados

Não é exagero dizer que o cenário dos...
spot_img

X está lançando um aplicativo de TV para vídeos ‘em breve’

X, empresa anteriormente conhecida como Twitter, está lançando em breve um aplicativo de TV dedicado para vídeos enviados à rede social. CEO...

A Perplexity está levantando mais de US$ 250 milhões com uma avaliação de US$ 2,5 a US$ 3 bilhões para sua plataforma de pesquisa...

Perplexity, a inicialização do mecanismo de busca de IA, é uma propriedade em alta no momento. O TechCrunch descobriu que a empresa...

Google E-E-A-T: o que é isso?

No mundo digital, a confiança é fundamental. É por isso que o Google vem aprimorando seus critérios de pesquisa, priorizando conteúdos que demonstram...