Posts Recentes:

Google Chrome muda a forma de acessar Favoritos, Lista de Leitura e Histórico

Surfando na onda da personalização, o Google Chrome...

IA da Samsung chegará ao Galaxy S21 e outros modelos em breve

Depois de lançar seus novos recursos de inteligência...

Gmail prepara ‘Assinaturas’ para dar fim à bagunça na caixa de entrada

Cansado de ter a caixa de entrada do...

O novo CEO do Slack busca trazer estabilidade após um período turbulento


Não é sempre você vê uma empresa estabelecida eliminar três CEOs em menos de um ano. Mas através de circunstâncias fora do seu controle, foi isso que aconteceu no Slack, a empresa Salesforce adquirida em 2020 por US$ 28 bilhões. Em novembro, o Slack introduziu Denise Cômoda como a última pessoa a ocupar o escritório central.

Dresser reconhece que não foi fácil assumir o cargo nessas circunstâncias, mas ela está se adaptando. “Sabe, como qualquer coisa, é sempre difícil entrar em qualquer nova empresa e fazê-lo de uma forma elegante, mas acho a equipe me deu bastante treinamento e realmente vimos a visão juntos”, disse Dresser ao TechCrunch.

Ela cresceu nos subúrbios fora de Boston foi educada na Universidade de Massachusetts em Amherst onde estudou contabilidade e trabalhou na Salesforce nos últimos doze anos em vários cargos executivos.

Seu antecessor, Lidiane Jonestinha apenas 10 meses no cargo quando anunciou que estava saindo para trabalhar CEO na Bumble, impulsionado pelo fascínio de administrar uma empresa pública independente. A própria Jones substituiu o cofundador da empresa, Stewart Butterfield, quando ele anunciou que ele estava saindo no final de 2022.

É difícil substituir um CEO-fundador como fez Jones. Poderia ser ainda mais desafiador assumir o cargo de seu sucessor apenas 10 meses depois, mas é esperada alguma rotatividade de executivos nos anos seguintes a uma aquisição, diz Arjun Bhatia, analista de William Blair que acompanha a Salesforce. “Você quer uma equipe de liderança estável, é claro, e quer alguém que se concentre nisso, mas a rotatividade de CEOs que vimos não é preocupante neste momento”, disse Bhatia ao TechCrunch. “Se isso se tornar mais recorrente, certamente essa visão poderá mudar, mas acho que é um caminho natural, após uma aquisição como essa, para uma empresa como a Slack encontrar seu lugar dentro do ecossistema Salesforce.”

Dresser diz que ela está simplesmente desenvolvendo o que seus antecessores fizeram antes de chegar lá, ao mesmo tempo em que traz sua própria personalidade para o trabalho. “Eu faço muitas perguntas e definitivamente sou uma contadora de coração”, disse ela. “Então, gosto de ser organizado e vou continuar assim, mas não é uma grande atração. Acho que a base já existe e é uma organização incrivelmente bem administrada.”

Como o Slack se saiu no Big CRM?

Quando você olha para o preço que a Salesforce pagou pela própria Slack, mesmo dando alguma margem de manobra para os preços das ações de 2020 e a exuberância excessiva do período, ainda parece um alcance. A crença na época era que o Slack poderia ser a camada de comunicação acima de todos os softwares empresariais que a Salesforce vende. Na verdade, ainda é a esperança, mas o crescimento da receita desacelerou drasticamente no Slack desde a sua aquisição.

Não temos números exatos de receita porque a Salesforce parou de reportá-los na primavera passada, mas compartilha a porcentagem de crescimento do ano anterior. O crescimento desacelerou significativamente de 46% em relação ao ano anterior no terceiro trimestre de 2023 para apenas 16% no quarto trimestre de 2024. Na maior parte, a tendência tem diminuído – e cabe à Dresser reverter isso.

Slide do Salesforce da apresentação do relatório de ganhos do quarto trimestre de 2024 mostrando o crescimento do Slack caindo de 46% para 33% para 20% para 16% para 18% e de volta para 15% do terceiro trimestre de 2023 para o quarto trimestre de 2024.

Créditos da imagem: Força de vendas

O Slack poderia mudar essa tendência, encontrando novas oportunidades de negócios e mantendo os clientes existentes satisfeitos, ao mesmo tempo em que não está tão intimamente ligado ao Salesforce a ponto de perder clientes que não são centrados no Salesforce.

A Dresser pode ficar presa entre esses requisitos aparentemente conflitantes, diz Brent Leary, analista principal da CRM Essentials. Ele também acompanha o Salesforce desde seus primeiros dias. “Ela precisa ser capaz de descobrir qual é o equilíbrio certo entre o Slack como uma marca independente que continua atraindo clientes que não são do Salesforce, ao mesmo tempo que permite que os clientes do Salesforce usem o Slack em qualquer lugar da plataforma em que precisam para colaborar”, disse Leary.

Mas Dresser não acha que seja tão complicado. “Não sei se acho que é tão difícil. Acho que era a visão original quando as duas empresas se uniram”, disse ela. “Acho que há um reconhecimento real de que há algo muito especial aqui que queremos nutrir e continuar. E acho que esse tem sido um tema bastante consistente desde o início.”

O potencial da IA ​​generativa

Uma grande mudança que ela precisa gerenciar foi o desenvolvimento de IA generativa em software, no Slack e em toda a família de produtos Salesforce. Dresser diz que a IA é uma escolha natural para o Slack porque, como plataforma de comunicação com muito conhecimento incorporado, ajudará os usuários a aproveitar, compreender e encontrar fragmentos de conhecimento na massa de informações.

“Quando você pensa sobre isso de uma perspectiva de nível superior, o Slack faz com que muitas das conversas do mundo aconteçam em dados não estruturados”, disse ela. “E então você pensa que o Salesforce tem esse conjunto incrível de dados de clientes, alguns dos dados mais valiosos do mundo. A oportunidade de trazer dados estruturados e não estruturados para o Slack e integrá-los realmente cria esta plataforma poderosa para o futuro.”

Tudo isso depende, é claro, da execução: você não pode simplesmente espalhar pó de fada de IA em um produto e torcer para que funcione. Mas Dresser afirma que a IA a ajudou a se atualizar em sua nova posição muito mais rapidamente do que seria possível sem ser capaz de acessar resumos de longos tópicos de produtos. O resumo é um grande argumento de venda para IA generativa, e usá-lo para economizar tempo na compreensão de longas conversas pode ser um grande caso de uso. Mas, novamente, depende da qualidade dos resumos.

Outro grande problema que a Dresser enfrenta é como competir com a Microsoft, que traz o Teams para a mesa combinado com o Office 365, Dynamics 365 e IA na forma do Microsoft Copilot implementado em toda a plataforma, diz JP Gownder, analista da Forrester Research. “É lógico que o Slack tente expandir sua base de usuários integrando mais estreitamente o Salesforce, mas deve ter cuidado para não alienar os clientes existentes, que são tremendamente leais ao que é oferecido hoje. Enquanto isso, o Microsoft Teams é um gigante que tem a chance de ganhar ainda mais minutos via Copilot”, disse Gownder ao TechCrunch.

Mas Bhatia ressalta que a Microsoft ainda funciona melhor dentro do ecossistema Microsoft, e o Slack pode ter uma vantagem nesse aspecto. “A Microsoft não tem tanto esse jogo de interoperabilidade. Sua vantagem, de longe, é a distribuição. E duas grandes vantagens que o Slack tem em seu mercado são a interoperabilidade e a facilidade de uso”, disse ele.

Mais um grau de dificuldade para Dresser é que o cofundador restante do Slack, CTO Cal Henderson, deixou o cargo início de março, substituído por ninguém menos que o cofundador e CTO da Salesforce, Parker Harris. Embora Harris tenha um longo histórico de construção do Salesforce, o Slack está perdendo uma pessoa que tem um conhecimento profundo dos fundamentos técnicos do Slack.

Dresser certamente entende que enfrentará esses desafios pela frente, que precisa conquistar funcionários e clientes e encontrar uma maneira de manter o Slack crescendo e vital dentro do vasto ecossistema Salesforce. Mas ela diz que seu papel é realmente estabelecer conexões humanas, e o resto se resolverá sozinho.

“Tento apenas ajudar as pessoas a entenderem que estou aqui porque sou profundamente apaixonado pelo que podemos fazer pelo mundo, por nossos usuários e por nossos funcionários, bem como no Slack e no Salesforce em geral – e eu não faria isso. estaria aqui se eu não estivesse.”

Últimas

Google Chrome muda a forma de acessar Favoritos, Lista de Leitura e Histórico

Surfando na onda da personalização, o Google Chrome...

IA da Samsung chegará ao Galaxy S21 e outros modelos em breve

Depois de lançar seus novos recursos de inteligência...

Gmail prepara ‘Assinaturas’ para dar fim à bagunça na caixa de entrada

Cansado de ter a caixa de entrada do...

Atualização da Busca não afeta os sistemas de indexação

Em meio a tantas dúvidas e questionamentos sobre...

Assine

spot_img

Veja Também

Google Chrome muda a forma de acessar Favoritos, Lista de Leitura e Histórico

Surfando na onda da personalização, o Google Chrome...

IA da Samsung chegará ao Galaxy S21 e outros modelos em breve

Depois de lançar seus novos recursos de inteligência...

Gmail prepara ‘Assinaturas’ para dar fim à bagunça na caixa de entrada

Cansado de ter a caixa de entrada do...

Atualização da Busca não afeta os sistemas de indexação

Em meio a tantas dúvidas e questionamentos sobre...

Google One anuncia o fim do serviço de VPN

A VPN do Google One, serviço de rede...
spot_img

Google Chrome muda a forma de acessar Favoritos, Lista de Leitura e Histórico

Surfando na onda da personalização, o Google Chrome está mudando a forma como acessamos funções como Favoritos, Lista de Leitura e Histórico....

IA da Samsung chegará ao Galaxy S21 e outros modelos em breve

Depois de lançar seus novos recursos de inteligência artificial, o Galaxy AI, a Samsung finalmente atendeu aos pedidos dos fãs e confirmou que...

Gmail prepara ‘Assinaturas’ para dar fim à bagunça na caixa de entrada

Cansado de ter a caixa de entrada do Gmail abarrotada por e-mails de assinaturas que você nem sequer lê? Se sim, prepare-se para...