Posts Recentes:

Anbernic lança novos consoles portáteis inspirados no Mega Drive


A popularidade dos consoles portáteis tem desenvolvido nos últimos anos, e empresas porquê Anbernic estão aproveitando essa tendência.

A Anbernic recentemente anunciou dois novos consoles portáteis retrô, o RG ARC-D e o RG ARC-S.

Os consoles possuem um design que lembra o icônico controle do Mega Drive (“Sega Genesis” nos EUA), com uma tela IPS de 4 polegadas e seis botões, além de um direcional e alto-falantes frontais.

Ao examinar mais detalhadamente, fica evidente que há diferenças entre os dois consoles. Ambos são equipados com o processador Rockchip RK3566, mas o ARC-D possui 2 GB de RAM, enquanto o ARC-S possui 1 GB.

Essa diferença na quantidade de RAM se deve ao indumentária de que o ARC-D suporta tanto o sistema operacional Linux quanto o Android 11, enquanto o ARC-S é restringido a uma versão personalizada do Linux.

O ARC-D também possui uma tela sensível ao toque, o que facilita a navegação na interface do console. Ou por outra, a capacidade de executar emuladores retrô e jogos do Android torna o ARC-D uma escolha interessante para os entusiastas de jogos.

Anbernic lanca novos consoles portateis inspirados no Mega Drive.webp

Ambos os consoles possuem slot para cartão microSD, mas o ARC-D também oferece 32 GB de armazenamento interno, enquanto o ARC-S não possui armazenamento interno.

Os consoles portáteis RG ARC-D e RG ARC-S já estão disponíveis para pré-venda no site da Anbernic, com preços a partir de $89 e $69, respectivamente.

De contrato com a página de listagem, a Anbernic planeja iniciar o envio dos consoles em 20 de novembro. Se você é fã do Mega Drive e deseja ter uma experiência de jogo retrô portátil, esses novos consoles podem ser uma ótima opção.

Últimas

Assine

spot_img

Veja Também

spot_img

Paul Graham afirma que Sam Altman não foi demitido da Y Combinator

Em um série de postagens no X na quinta-feira, Paul Graham, cofundador da aceleradora de startups Y Combinator, rejeitou as alegações de que...

A desinformação funciona, e um punhado de “supercompartilhadores” sociais enviou 80% dela em 2020

Dois estudos publicados quinta-feira na revista Science oferecem evidências não apenas de que a desinformação nas redes sociais muda as mentes, mas que...